Métodos de Aplicação

Imagem dividida verticalmente em três partes. Primeiro, há a foto de um avião sobrevoando uma pastagem enquanto aplica defensivos agrícolas. Depois, a foto de uma pessoa aplicando defensivos agrícolas com um trator. Por fim, há a foto de uma pessoa aplicando defensivos agrícolas com um pulverizador em um pasto com plantas daninhas.

Equipamentos de aplicação

No Brasil, os três principais equipamentos de aplicação são avião, costal e trator.

Costal

Composto de um reservatório com alças que pode ser colocado nas costas, como uma mochila. O acionamento para aplicação do defensivo por ser manual, elétrico ou a combustível. Este modo de pulverizador deve ser realizado por um operador, por isso é sugerido para extensões de terra de pequeno porte.

Recomendado para pequenas extensões de áreas, onde haja pouca infestação ou onde a topografia não permita a utilização de outros equipamentos como trator e avião.

Tratorizado

São montadas barras em um trator com múltiplas pontas de pulverização e, com isso, é possível cobrir grandes áreas em um curto intervalo de tempo. Esse modo de aplicação é sugerido para extensões de terra de médio e grande porte.

Recomendado para áreas de média a grande extensão com boa topografia, onde as plantas daninhas não excedam a altura máxima para aplicação (a barra deve estar posicionada entre 70 cm a 1m de altura do alvo).

Aéreo

A aplicação aérea é um serviço especializado que busca fomentar o desenvolvimento da agricultura por meio da aplicação em voo de defensivos. Em um curto intervalo de tempo, consegue cobrir grandes áreas. Esse modo é sugerido para extensão de terra de grande porte.

Recomendado para grandes extensões de áreas com boa topografia, onde não haja culturas sensíveis muito próximas devido ao risco de deriva.

Aplicação em área total

Recomendado em situações de alta infestação ou em áreas muito extensas. Dependendo do produto, pode ser realizada via aérea ou tratorizada.

Recomendado para

Controle de plantas daninhas com infestações moderadas a densas (> 2500 plantas por hectare).

Como proceder

Sempre leia as recomendações de bula;

Aplique o produto apenas quando as plantas daninhas estiverem bem enfolhadas e vegetando ativamente, isso ocorre normalmente no período quente e chuvoso do ano;

Não aplique o produto caso a planta daninha se encontre estressada por seca ou outros fatores;

Mantenha a barra de pulverização em altura suficiente para obter uma cobertura adequada das plantas daninhas (entre 70 cm e 1 m de altura do alvo);

Calibre o equipamento, antes da utilização, para garantir uma aplicação precisa, cobertura adequada das plantas daninhas e uso econômico do herbicida;

Mantenha velocidade e pressão constantes durante a aplicação;

Utilize taxa de aplicação adequada para uma cobertura adequada das plantas daninhas;

Marcadores de espuma ou sistemas de orientação GPS podem ajudar a evitar falhas na aplicação (faixa sem aplicação) ou sobreposições excessivas.

Para melhor absorção do produto, adicione óleo mineral 0,5% do volume total de água;

Os parâmetros climáticos a serem seguidos no momento da aplicação deverão favorecer a adequada cobertura da planta daninha pela calda de pulverização e deverão minimizar o risco de deriva para áreas adjacentes;

Normalmente, as condições favoráveis à pulverização são:

Temperatura abaixo de 30°C, umidade relativa superior a 60% e vento entre 2 e 10 Km/h. Estes parâmetros geralmente são obtidos quando as aplicações são realizadas no início da manhã e ao entardecer;

Observar que chuvas intensas não ocorram até 4 horas após a aplicação, pois poderá ocorrer a lavagem do produto antes da absorção pela planta e assim prejudicar a performance do pruduto;

Utilizar água limpa, isenta de argila em suspensão, sem a presença de sais em excesso e com pH inferior a 6,0. Caso alguma desses condições ocorra, recomenda-se o uso de condicionadores de calda que eliminem ou minimizem o fator prejudicial identificado;

Manejo da área após a aplicação:

Se a gramínea forrageira estiver muito pastejada (baixa) ou degradada, faça vedação dos pastos por 60 a 90 dias para facilitar sua recuperação.

Recomendação de produtos

A maioria dos herbicidas Corteva Agriscience Linha Pastagem são registrados para aplicações em área total. Visite a página do produto ou consulte a bula do produto para obter instruções aplicação.

Equipamentos de aplicação

- Tratorizada

- Aéreo

Aplicação foliar dirigida

Recomendado em situações de baixa infestação ou em pequenas áreas.

Recomendado para

Controle de plantas daninhas com infestações leves a moderadas (< 2500 plantas por hectare);

Limpezas de cerca.

Como proceder

Sempre leia as recomendações de bula;

Utilize equipamento costal ou tratorizado equipado com lança de catação e bicos de jato tipo cone cheio (80.03 ou 80.04);

Aplique o produto diretamente nas folhas da planta daninha;

A cobertura completa da planta daninhas é essencial para o sucesso da aplicação;

Aplique o produto apenas quando as plantas daninhas estiverem bem enfolhadas e vegetando ativamente, isso corre normalmente no período quente e chuvoso do ano;

Não aplique o produto caso a planta daninha se encontre estressada por seca ou outros fatores;

Caso as plantas daninhas tenham passado por uma roçada antes da aplicação, aguardar até que a rebrota esteja bem enfolhada e vegetando ativamente;

Para melhor absorção do produto, adicione óleo mineral 0,5% do volume total de água;

Os parâmetros climáticos a serem seguidos no momento da aplicação deverão favorecer a adequada cobertura da planta daninha pela calda de pulverização e deverão minimizar o risco de deriva para áreas adjacentes;

Normalmente, as condições favoráveis à pulverização são:

Temperatura abaixo de 30°C, umidade relativa superior a 60% e vento entre 2 e 10 Km/h. Estes parâmetros geralmente são obtidos quando as aplicações são realizadas no início da manhã e ao entardecer;

Observar que chuvas intensas não ocorram até 4 horas após a aplicação, pois poderá ocorrer a lavagem do produto antes da absorção pela planta e assim prejudicar a performance do pruduto;

Utilizar água limpa, isenta de argila em suspensão, sem a presença de sais em excesso e com pH inferior a 6,0. Caso alguma desses condições ocorra, recomenda-se o uso de condicionadores de calda que eliminem ou minimizem o fator prejudicial identificado;

Manejo da área após a aplicação:

Se a gramínea forrageira estiver muito pastejada (baixa) ou degradada, faça vedação dos pastos por 60 a 90 dias para facilitar sua recuperação.

O período de reentrada dos animais é de 24 horas após aplicação de acordo com a bula.

Recomendação de produtos

Os produtos com a Tecnologia XT da Corteva Agriscience Linha Pastagem são registrados para este método de aplicação. Visite a página do produto ou consulte a bula do produto para obter instruções de aplicação.

Equipamentos de aplicação

- Tratorizada

- Costal

Basal

As aplicações basais permitem controlar rápida e facilmente plantas daninhas lenhosas e semi-lenhosas pequenas (com menos de 15 cm de diâmetro de caule) antes que elas se tornem problemas mais sérios. O melhor de tudo é que você pode fazer essas aplicações em qualquer época do ano.

Recomendado para

Controle de plantas daninhas arbustivas ou pequenas árvores, com infestações leves a moderadas (< 1500 plantas por hectare);

Utilize em plantas daninhas com menos de 15 cm de diâmetro de caule;

Limpezas de cerca;

Aplicação durante todo o ano em espécies lenhosas e semi-lenhosas.

Como proceder

Sempre leia as recomendações de bula;

Aplicação no terço inferior da planta daninha até o nível do solo, pulverizando todo o perímetro do caule, até atingir o ponto de escorrimento. Como exemplo, em uma planta infestante de 1,5 m de altura, deve-se aplicar no 1/3 a 1/2 inferior do caule, ou seja, nos 50 a 75 cm inferiores da planta infestante tomando-se como referência o nível do solo;

Pulverizar por meio de equipamento costal manual, em volume de óleo diesel suficiente para uma distribuição uniforme.

Utilizar bicos de jato tipo cone cheio, preferencialmente de jato com ângulo variável, regulando com o menor ângulo possível;

Não utilize alta pressão no equipamento costal, para evitar desperdícios;

A aplicação pode ser realizada durante todo o ano;

Observar que chuvas intensas não ocorram após 2 a 3 horas da aplicação, pois poderá ocorrer a lavagem do produto antes da absorção pela planta e assim prejudicar a performance do produto;

Manejo da área após a aplicação:

Se a gramínea forrageira estiver muito pastejada (baixa) ou degradada, faça vedação dos pastos por 60 a 90 dias para facilitar sua recuperação.

Recomendação de produtos

Togar TB é um herbicida da Corteva Agriscience Linha Pastagem e é resgitrado para esta modalidade de aplicação, diluído em óleo diesel. Visite a página do produto ou consulte a bula do produto para obter instruções de aplicação.

Equipamentos de aplicação

- Costal

No toco

Ao roçar plantas daninhas lenhosas e semi-lenhosas é importante tratar os tocos para evitar o rebrote. Aplicações dirigidas no toco controlam a planta daninha definitivamente.

Recomendado para

Controle de plantas daninhas lenhosas e semi-lenhosas, com infestações leves a moderadas (< 3000 plantas por hectare);

Prevenção de rebrote após a roçada de plantas daninhas;

Controle definitivo de tocos;

Limpezas de cerca;

Aplicação durante todo o ano.

Como proceder

Sempre leia as recomendações de bula;

O produto deverá ser aplicado com pulverizador costal manual utilizando bico de jato tipo cone cheio (80.03 ou 80.04);

Roce a planta a ser controlada com foice o mais próximo possível do solo;

Em plantas roçadas anteriormente, faça o novo corte abaixo do engrossamento da raiz (nó) da última roçada;

Em caules mais grossos, rache em cruz o toco cortado, para uma maior absorção do produto;

Após realizada a roçada da planta infestante, aplique o produto imediatamente após o corte, molhando bem todo o toco até atingir o ponto de escorrimento;

Para realizar uma aplicação com maior eficiência, recomendamos:

Faça o trabalho em duplas, um homem roçando as plantas infestantes e o outro aplicando o produto logo em seguida;

Encha o pulverizador com volume somente até a metade (para maior rendimento e eficiência do aplicador);

Plantas que apresentam um engrossamento do caule abaixo do nível do solo (Ex: Ciganinha):

Corte a planta com enxadão abaixo do nível do solo;

Aplique o produto nas pontas dos caules e raízes decepadas ou onde o solo foi removido, até o encharcamento;

Plantas com tocos muitos finos (menos de 3 cm de diâmetro):

Corte a planta;

Pulverize sobre os tocos cortados até o ponto de escorrimento;

Encoste o bico do pulverizador rente ao colo da planta e molhe esta região e o solo ao redor do toco para que o produto entre em contato com as raízes;

Áreas onde ocorreu fogo e as plantas estão secas:

Espere a nova rebrota de folhas, roce e depois aplique o produto;

Nas áreas já aplicadas evite fogo por 30 dias no mínimo;

Áreas encharcadas em certos períodos do ano:

Espere baixar a água para efetuar o tratamento (período mais seco do ano);

Manejo da área antes da aplicação:

Faça um levantamento das espécies de plantas infestantes para definir a dosagem;

Se a gramínea forrageira estiver muito alta na época da aplicação, solte os animais na área para rebaixar o capim, facilitando a visualização das plantas a serem tratadas;

Encoste o bico do pulverizador costal o mais próximo possível do toco;

Não utilize muita pressão no equipamento costal, evitando desperdício do produto;

Não utilize óleo diesel ou espalhante adesivo, misturando o produto apenas com água;

A aplicação pode ser realizada durante todo o ano.

Manejo da área após a aplicação:

Se a gramínea forrageira estiver muito pastejada (baixa) ou degradada, faça vedação dos pastos por 60 a 90 dias para facilitar sua recuperação;

Recomendação de produtos

Padron é um herbicida da Corteva Agriscience Linha Pastagem e é resgitrado para esta modalidade de aplicação. Visite a página do produto ou consulte a bula do produto para obter instruções de aplicação.

Equipamentos de aplicação

- Costal

Na gema apical

A aplicação dirigida na gema apical permite controlar com rapidez e eficácia a pindoba, liberando sua pastagem para continuar a produzir sem interrupções.

Recomendado para

Controle de pindobas nas pastagem;

Aplicação durante o ano todo..

Como proceder

Sempre leia as recomendações de bula;

O produto deverá ser aplicado com pulverizador costal manual utilizando bico de jato tipo cone cheio (80.03 ou 80.04), ou seringa dosadora;

Aplique a calda do herbicida na gema apical (“olho da planta”), parte central da planta onde saem as folhas novas;

Em caso de plantas com espinho, deve-se proceder a roçada antes da aplicação da calda do herbicida;

O volume de calda aplicado depende da altura da pindoba:

- Para plantas jovens e pouco roçadas e de até 50 cm de altura, aplicar 5ml da solução por planta;

- Para plantas com cerca de 1 metro ou roçadas diversas vezes, aplicar 10 a 20 ml da solução por planta;

- Para plantas maiores ou mais desenvolvidas, aplicar 10 ml da solução por metro de folha. EX: Plantas com 2 metros de altura, aplicar 20 ml por planta.

Para realizar uma aplicação com maior eficiência, recomendamos:

Se a gramínea forrageira estiver muito alta na época da aplicação, solte os animais na área para rebaixar o capim, facilitando a visualização das plantas a serem tratadas;

Não utilize muita pressão no equipamento costal, evitando desperdício do produto;

A aplicação pode ser realizada durante todo o ano.

Manejo da área após a aplicação:

Se a gramínea forrageira estiver muito pastejada (baixa) ou degradada, faça vedação dos pastos por 60 a 90 dias para facilitar sua recuperação;

Recomendação de produtos

Garlon 480 BR é um herbicida da Corteva Agriscience Linha Pastagem e é resgitrado para esta modalidade de aplicação. Visite a página do produto ou consulte a bula do produto para obter instruções de aplicação.

Equipamentos de aplicação

- Costal