Blog Arroz •  22/12/2020

Monitore a lavoura de arroz com mais eficiência

Screenshot_2020-12-18_Granular

Com imagens de satélite, o Granular Insights ajuda na redução dos elevados custos de produção e monitoramento das lavouras, auxiliando produtores, técnicos e demais profissionais agrícolas

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a estimativa para a safra nacional de arroz em casca deste ano é de uma produção de 10,4 milhões de toneladas, o que representa um crescimento de 0,9% em relação ao registrado em 2019.

Mesmo com recorde de produção, percebo no meu trabalho como engenheiro agrônomo que os produtores sofrem com os custos elevados da cultura e dificuldades técnicas. Nos últimos anos, o cultivo do arroz tem se tornando mais complexo e mais caro. Os valores operacionais de preparo do solo e da infraestrutura necessária para produção agrícola somados aos gastos com energia elétrica, principalmente para operação do sistema de irrigação, influenciam na gestão financeira da lavoura.

O controle de plantas daninhas, como Arroz Vermelho (Oryza sativa), Ciperáceas, Capim Arroz , Aguapé (Sagittaria guyanensis) e Trapoeraba (Murdannia nudiflora) (esta última apenas no estado do Tocantins), também é um ponto crítico e oneroso no dia a dia dos agricultores. Outro desafio é promover boas práticas de administração da irrigação devido à escassez de profissionais com conhecimento técnico do manejo deste sistema de inundação na cultura do arroz.

Neste cenário, novas tecnologias têm auxiliado os arrozeiros a tornarem suas produções mais lucrativas e a melhorarem a gestão da cultura, superando as dificuldades. São exemplos as ferramentas de monitoramento de propriedade que utilizam imagens de satélite para ajudar na tomada de decisões estratégicas no campo. O uso remoto destas imagens contribui para um monitoramento mais eficiente e assertivo da lavoura, impactando de maneira positiva as ações dos produtores ao poupar tempo e recursos.

Na minha visão, o potencial deste tipo de tecnologia focada em agricultura digital depende do engajamento de todos os profissionais envolvidos na cadeia produtiva do arroz em aprender a lidar com as ferramentas, aproveitando todos os seus benefícios – desde os produtores e trabalhadores agrícolas até os técnicos de campo e equipes de distribuidores, revendas e cooperativas. Atualmente, vem acontecendo uma mudança de pensamento sobre os desafios destes profissionais para que consigam utilizar melhor e de forma mais prática as soluções digitais que têm surgido para melhorar o dia a dia no campo. Entretanto, é preciso que as equipes estejam abertas ao uso de novidades para que a implantação do projeto tenha sucesso. É importante lembrar que estas ferramentas não dispensam a ida ao campo, ou seja, a figura dos técnicos e demais profissionais envolvidos na cultura do arroz não será substituída. Na verdade, a tecnologia vem para somar informações a todo conhecimento técnico agrônomo e auxiliar na rotina do campo, tornando a colaboração entre todos da equipe mais simples e eficiente.

Nessa linha da agricultura digital com uso de imagens de satélite, a ferramenta Granular Insights se destaca devido à alta frequência e à qualidade da resolução das imagens (onde cada pixel na imagem equivale a 3m por 3m). Para usá-la, o produtor deve delimitar o talhão da sua propriedade e , então, recebe as imagens e tem acesso ao índice vegetativo, que é uma espécie de “mapa de calor” do desenvolvimento das plantas –quanto maior a área foliar, mais azul escuro, enquanto o amarelo representa áreas de menor área foliar. O produtor recebe as imagens periodicamente e pode avaliar qual área da lavoura está apresentando mais mudanças. Ainda é possível colocar o GPS no mapa para que seja possível chegar até o local onde tenha identificado alguma alteração desconhecida.

Com estas informações na palma da mão por meio do celular ou no computador, a equipe técnica e todos os profissionais envolvidos na cadeia de produção podem identificar possíveis problemas, tomar decisões mais assertivas e agir para resolver contratempos o mais rápido possível. Até porque o Granular Insights ajuda a identificar áreas que estejam variando os índices com mais frequência, o que ajuda a priorizar onde o monitoramento a campo deve ser feito primeiro. Assim, preserva-se a rentabilidade, a produtividade e promove-se a diminuição dos custos.

A plataforma também beneficia revendas, distribuidores e cooperativas, pois, com a análise das imagens do Granular Insights, é possível direcionar as visitas de campo para as áreas com maior necessidade de intervenção técnica para monitoramento. Isso propicia redução de custos com deslocamento, combustível, manutenção de carros e melhor administração da agenda das visitas de campo. Como a troca de informações entre o produtor e a equipe técnica da propriedade é mais intensa, há economia de tempo e de recursos financeiros.

Tecnologias como esta vieram para ficar, e depende de cada integrante da cadeia se adaptar às novidades para aproveitar todas as suas vantagens.

Artigo escrito pelo engenheiro agrônomo Bruno Visconti, responsável pela área comercial Sul para a Granular no Brasil.