Segurança ao Trabalhador •  23/10/2020

Vias de exposição e de penetração

A ação de substâncias químicas nos ambientes de trabalho possibilita a exposição dos trabalhadores a estes riscos. Isso faz com que o agente químico seja introduzido no organismo através de uma ou mais vias, como respiratória, cutânea ou digestiva.

Esta publicação apresenta, de forma didática, as principais formas de intoxicação, estimulando assim uma nova postura que favoreça a promoção e a proteção da saúde de todos aqueles que exercem atividades no campo.

Vias de contato

Respiratória: sistema formado pelo nariz, boca, faringe, laringe, bronquíolos e pulmões, a via de entrada mais importante para a maioria dos agentes químicos. A quantidade total de um contaminante absorvido por via respiratória se dá em função da concentração da substância no ambiente, do tempo de exposição e da ventilação pulmonar. 

Cutânea ou dérmica: compreende toda a superfície que envolve o corpo humano. Nem todas as substâncias penetram através da pele, algumas conseguem atravessar a barreira cutânea diretamente e outras são veiculadas por outras substâncias. 

Digestiva ou oral: compreende o sistema formado pela boca, faringe, esôfago, estômago e intestinos. No entanto, pode assumir importância quando os trabalhadores passam a se alimentar nos postos de trabalho. 

Parenteral: penetração direta do contaminante químico no organismo através de uma descontinuidade da pele (ferida ou punção). 

Principais sintomas

Intoxicação aguda:
 náuseas, tonturas, vômitos, desorientação, Dificuldade respiratória, sudorese, salivação,  excessiva e diarreia. Dependendo do caso, pode ser fatal. 

Intoxicação crônica: distúrbios comportamentais como irritabilidade, ansiedade, alteração do sono e da capacidade de concentração, depressão, cefaleia, fadiga, parestesias (formigamentos), entre outros.

Primeiros socorros

Intoxicação cutânea (pele):

  • Remover as roupas sujas e colocá-las em sacos plásticos; 

  • Lavar bem a pele contaminada com água corrente e sabão por, no mínimo, 10 minutos; 

  • Lavar cabelos, axilas, virilhas, barba e dobras do corpo; 

  • No caso de contato com os olhos, enxaguar bem com água corrente por 15 minutos;

Intoxicação inalatória (pela respiração):

  • Remover a vítima para local fresco e ventilado; 

  • Afrouxar as roupas; 

  • Fazer respiração boca a boca, caso haja dificuldade de respiração (desde que se sinta preparado e seguro). 

Intoxicação oral

  • Não provoque vômito em pessoas desmaiadas, durante convulsões ou em crianças menores de 3 anos; 

  • Quando recomendado, provoque o vômito baixando bem a cabeça do intoxicado e pressionando a base da língua com o cabo de uma colher ou objeto similar;

  • Não ofereça nenhuma bebida, inclusive leite;

  • Antibióticos só devem ser recomendados por profissionais da saúde.

ATENÇÃO:
*Em todos os casos, procure um profissional de saúde rapidamente. 
**Se possível, leve o rótulo, bula ou informações sobre o produto/material causador da intoicação. Isto pode ajudar o profissional de saúde no socorro e atendimento adequado.

Dose, efeito e resposta

Dose: corresponde à quantidade de substância/produto introduzida no organismo por uma das vias. 

Efeito: corresponder às alterações bioquímicas, morfológicas e/ou fisiológicas  produzidas devido à exposição a substâncias e/ou agente químico. 

Resposta: corresponde à taxa de incidência do efeito.  De modo geral, a toxicidade das substâncias é expressa através de estudos de sua toxicidade aguda, demonstrada por meio dos seguintes dados:

DL50  
Indica a quantidade de ingrediente ativo de um agente necessária para matar 50% do organismo testado. Expressa-se em miligramas por quilograma (mg/kg).  

CL50 
Dose Letal 50
Indica a quantidade de ingrediente ativo de um agente necessária para matar 50% do organismo testado. Expressa-se em miligramas por quilograma (mg/kg).  

DE50: Dose Efetiva 50 É a quantidade de substância que produz a metade Da resposta relativa à eficácia dessa substância.  

CE50: Concentração Efetiva 50 Refere-se à concentração na qual uma substância induz uma resposta na metade, entre a taxa inicial e a máxima, após um tempo especificado de exposição.

Clique no link abaixo para ter acesso a este conteúdo em formato de e-book.

Vias de exposição e de penetração