Something went wrong. Please try again later...

Plantas daninhas Brasil: Erva-de-santa-luzia

A erva-de-santa-luzia, uma planta competidora comum em todo o país, principalmente em lavouras anuais, vem se tornando cada vez mais uma preocupação. Atualmente, essa espécie de planta daninha vem apresentando tolerância ao herbicida glifosato, enquadrando-se entre as espécies de difícil controle.

Esse cenário desafiador motivou a criação deste material, que serve de ferramenta para a identificação dessa planta daninha no campo. A cada página, uma nova descoberta.


Origem

A erva-de-santa-luzia (Euphorbia hirta), pertencente à família Euphorbiacea, é uma espécie nativa da América Tropical, amplamente distribuída no mundo.

Abrangência nacional

No Brasil, a erva-de-santa-luzia ocorre em quase todo o território, sendo uma espécie daninha em expansão e hospedeira de nematoides.


Você sabe reconhecer a erva-de-santa-luzia?

Planta anual, com ciclo que pode durar até um ano, com reprodução por sementes que se formam em quantidades que podem superar 3.000 por planta.

Seu hábito de crescimento é herbáceo, prostrado ou semiereto, chegando a 50 cm de altura. Forma um látex branco que escorre de ferimentos. Com folhas em pares, opostas, de limbo um pouco assimétrico na base. As plantas são verdes, geralmente, com manchas violáceas.

A planta tolera solos relativamente pobres e com boa umidade. É muito frequente em viveiros de mudas. Sua substância leitosa é nociva a diversas espécies de animais.


Curiosidades

  • A planta tolera solos relativamente pobres e com boa umidade.
  • Sua substância leitosa é nociva a diversas espécies de animais.
  • É muito frequente em viveiros de mudas.


Resistência aos herbicidas

No Brasil, não existem casos de resistência para essa planta. Porém, é uma espécie tolerante, de difícil controle com o herbicida glifosato. 

 

Clique no link abaixo para ter acesso a este conteúdo em formato de e-book.

Plantas daninhas Brasil: Erva-de-santa-luzia