Projeto colmeia viva e as boas práticas agrícolas

O Projeto Colmeia Viva é uma realização do setor de defensivos agrícolas que visa incentivar o diálogo entre agricultores e criadores de abelhas para que, juntos, possamos encontrar caminhos para uma relação que valorize a proteção racional dos cultivos, o serviço de polinização realizado pelas abelhas, a proteção dessa espécie e do meio ambiente e o respeito à apicultura*.

Este material foi desenvolvido para apresentar os principais fatores que prejudicam o setor e as soluções propostas para reverter este quadro. Aproveite ao máximo e boa leitura!

*O Projeto Colmeia Viva considera Apicultura toda atividade e manejo de abelhas nativas e exóticas, incluindo a Apis mellifera, bem como a Meliponicultura.

Relação de complementariedade

Abelhas e defensivos agrícolas são úteis e se complementam, promovendo uma agricultura mais efetiva.

 

 

Fatores negativos

Que interferem na saúde das abelhas:

  •   Doenças originadas por parasitas: varroa (ácaro), nosema (fungo)
  •   Suscetibilidade da espécie
  •   Melhoramento genético Falhas na nutrição
  •   Problemas sanitários da prática da apicultura
  •   Desmatamento Queimadas Condições climáticas
  •   Uso incorreto de defensivos agrícolas

MAPEAMENTO DE ABELHAS PARTICIPATIVO (MAP) NO ESTADO DE SÃO PAULO

O Mapeamento de Abelhas Participativo é uma iniciativa de pesquisa que conta com incentivo da Dow AgroSciences e com a participação da Unesp e UFSCar para o levantamento de dados sobre a mortalidade de abelhas, através de um mapeamento inédito dos fatores que contribuem para a perda de colmeias e abelhas no estado de São Paulo. Essa iniciativa dará origem a um Plano de Ação Nacional voltado às boas práticas de aplicação dos defensivos agrícolas, para uma relação mais produtiva entre apicultura e agricultura.

COMO FUNCIONA?

A.Produtores localizam colmeias não identificadas nas lavouras. Apicultores verificam perdas nas colmeias.

B. Ligam gratuitamente para a equipe do projeto: 0800 771 8000. 

C. Passam por um cadastro e contam o que aconteceu. A atendente analisa o caso, dá instruções e orientações e agenda a visita ao campo. Condições para o agendamento.

 

 

D. Resultado final: o participante recebe o kit MAP com a análise, recomendações gerais e de boas práticas. Esse processo pode levar cerca de 60 dias. 

BENEFÍCIOS DE QUEM PARTICIPA

  • Ajuda a identificar o que está acontecendo com as abelhas.
  • Possível esclarecimento para a perda de abelhas.
  • Acesso ao laboratório sem custos ao apicultor e ao agricultor.
  • Participação em um projeto que trará um mapeamento inédito dos fatores que contribuem para a perda das abelhas, promovendo a construção de uma relação mais produtiva entre agricultura e apicultura. 

Clique no link abaixo para ter acesso a este conteúdo em formato de e-book.

Projeto Colmeia Viva e as Boas Práticas Agrícolas